Auditoria destaca a posição de vanguarda no atendimento e nos protocolos de fiscalização do Exército.


Publicação: Seg, 13 Nov 2017 09:37:00 -0200

Curitiba (PR) – Profissionais especialistas em suas carteiras, com foco na rapidez, qualidade e melhor atendimento ao público que trata com Produtos Controlados pelo Exército (PCE), esse é um dos diferenciais do Serviço de Fiscalização de Produtos Controlados da 5ª Região Militar (SFPC/5), ressaltados pela Diretoria de Fiscalização em visita de inspeção realizada nos dias 6 e 7 de novembro. Outro grande destaque foi o cumprimento dos protocolos de atendimento a ocorrências e acidentes no transporte de produtos controlados pelo Exército.

 

Aproximação e orientações aos Órgãos de Segurança e Ordem Pública (OSOP)

Um dos principais momentos da visita à Guarnição e Curitiba foi a palestra feita pelo Diretor de Fiscalização de Produtos Controlados, General de Brigada Ivan Ferreira Neiva Filho, aos representantes dos Órgãos de Segurança e Ordem Pública (OSOP) na jurisdição da 5ª RM. Foi discutida a interpretação das novas portarias, especialmente do transporte de armas por atiradores esportivos, que agora podem fazê-lo com munição durante o trajeto.

O evento ocorreu na tarde de terça-feira passada, 7 de novembro, no Auditório do Quartel General do Pinheirinho, com a presença de autoridades da Segurança Pública do Paraná e Santa Catarina, como o Comandante Geral da Política Militar do Paraná, Coronel Mauricio Tortato, o Desembargador José Ernesto Manzi do TRT de Santa Catarina e o Desembargador José Everaldo Silva do TJ de Santa Catarina.

O Secretário de Estado de Segurança Pública do Paraná, Wagner Mesquita de Oliveira, recebeu em seu Gabinete a Comitiva, na mesma data, para debater melhorias no sistema de fiscalização em busca da melhor prestação de serviço interagências para a sociedade.

 

Comércio Exterior

Um dos casos de sucesso do SFPC/5 está relacionado à importação e exportação de produtos. O tempo de espera e custos do usuário para liberação de documentos relacionados à exportação de Produtos Controlados pelo Exército (PCE) apresentou uma queda significativa nos estados do Paraná e Santa Catarina, onde demoravam em média 120 dias, e agora não passam de 40 dias.

Uma das modificações se refere à entrada dos documentos. Os pedidos que antes chegavam via física “off-line” passaram a ser protocolados pelo Sistema de Comércio Exterior na rede mundial de computadores, o que contribuiu para a agilidade da atividade e emissão do parecer da equipe técnica.

O SFPC/5 foi sede do projeto-piloto, e para apresentar as inovações realizou um treinamento ao longo do ano para as empresas utilizadoras do processo, bem como para toda a rede da 5ª RM que atende usuários de exportação.

 

Correios

Em visita ao Posto de Distribuição dos Correios, na região central de Curitiba, o Diretor de Fiscalização de Produtos Controlados, General Neiva, pôde conhecer as etapas de fiscalização de encomendas que chegam naquele local, responsável pelo recebimento de todos os produtos oriundos de qualquer cidade brasileira. 

 


Fonte:DFPC