Passagem de cargo de Adjunto de Comando ressalta a importância dos sargentos para o Exército Brasileiro.

${the_title} - ${company_name}

Publicado em: 09 nov 2017
Crédito: Sgt Negreiro

Brasília (DF) – No Quartel-General do Exército, uma cerimônia de passagem de cargo de Adjunto de Comando da Secretaria-Geral do Exército destacou a importância dos militares graduados na gestão da Organização Militar. Na presença do Secretário-Geral do Exercito, General de Divisão Sérgio da Costa Negraes, o 2º tenente Luciano Moura Gonçalves passou o cargo para o 1º sargento Antônio Alves de Souza.

A função de Adjunto de Comando foi criada em maio de 2015 e tem destacado subtenentes e primeiros-sargentos com patente liderança, reconhecida competência profissional e ilibada conduta pessoal, contribuindo para a gestão das organizações militares e a obtenção da sua operacionalidade.

O Adjunto de Comando tem como atribuições: ser divulgador da ética e dos valores militares, ser fortalecedor dos padrões do Comportamento Militar, ser o facilitador da comunicação entre o Comando e as praças, ser divulgador da missão e da visão da Unidade e dos conceitos do Comando, assessorar o Comando em assuntos disciplinares, de instrução, do bem-estar, incluindo o da Família Militar, e em outros que envolvam as praças.

 

 

A Praça no Exército Brasileiro

 

A história do sargento tem sua origem ainda no Exército Português. Naquela época, o sargento tornava-se merecedor da graduação após ter se destacado em combate. No Brasil colonial, durante as Batalhas dos Guararapes, berço da nacionalidade e do Exército Brasileiro, sargentos se destacaram, principalmente, pela liderança militar demonstrada durante aquelas históricas ações de combate.

Já em uma época mais recente, podemos citar o sargento Max Wolff Filho que, dentre os muitos heróis da Força Expedicionária Brasileira tombados durante a 2ª Guerra Mundial, é reconhecido em todo o Exército por seus destacados atributos, evidenciados pela liderança expressiva no cumprimento das missões no campo de batalha.

A história do Exército Brasileiro apresenta vários exemplos de valorosos sargentos que se empenharam no cumprimento da nobre missão de defender a Pátria, firmando a máxima de ser o sargento o elo fundamental entre o Comando e a Tropa.



Fonte:SGEx

Crédito: Sgt Negreiro