Processo de biodegradação permite manejo sustentável dos efluentes produzidos durante o AMAZONLOG17.

${the_title} - ${company_name}

Publicado em: 07 nov 2017
Crédito: ST Edmilson

Tabatinga (AM) – O comprometimento com a preservação do meio ambiente e ações de sustentabilidade fazem parte do esforço militar durante o maior Exercício de Logística do Brasil, que acontece entre 6 e 13 de novembro - o AMAZONLOG17.  Uma das preocupações é com relação ao destino e tratamento dos resíduos sólidos e efluentes que serão gerados nesse período, pois o Exercício envolve a participação de cerca de 1.900 integrantes, entre militares e civis, dispostos na Base Logística Multinacional Integrada (BLMI).

Para evitar que o esgoto seja lançado diretamente na natureza, já que não há rede de tratamento local, o Exército está aplicando uma técnica de tratamento natural com o uso de remediadores compostos por bactérias específicas chamada “Lagoa Facultativa”, que irá realizar a gestão dos efluentes produzidos durante o AMAZONLOG17. A Lagoa terá dimensões de 30 metros de largura por 15 metros de diâmetro e 3 metros de profundidade, o que permitirá a capacidade de tratamento de cerca de 600 m³ de efluentes.

Com essa técnica natural, a degradação da carga orgânica acontece por meio da ação de bactérias que, expostas ao sol, aceleram o processo de transformação dos agentes poluidores, tornando possível lançar os efluentes na natureza sem causar danos ao meio ambiente. Depois de tratado, o líquido inerte será lançado em um córrego intermitente próximo à Lagoa, deixando, no fundo, um adubo que será reaproveitado na recuperação de áreas degradadas, inclusive no próprio local, tornando-se mais um legado para a região.

 

 



Fonte:Agência Verde-Oliva

Crédito: ST Edmilson