Brasília reúne cerca de 400 alunos dos 13 Colégios Militares do Brasil em Desafio Global do Conhecimento.

${the_title} - ${company_name}

Publicado em: 04 out 2017
Crédito: Sgt Negreiro

Brasília (DF) – O Colégio Militar de Brasília é sede do 2º Desafio Global do Conhecimento e recebe, nesta semana, cerca de 400 alunos dos 13 colégios militares do Sistema Colégio Militar do Brasil (SCMB), sediados nas cidades de Manaus, Belém, Fortaleza, Recife, Salvador, Brasília, Campo Grande, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Juiz de Fora, Curitiba, Porto Alegre e Santa Maria.

Com o tema central “Inclusão e Acessibilidade”, o evento é realizado pelo Exército Brasileiro, por intermédio do Departamento de Educação e Cultura do Exército (DECEx) e da Diretoria de Educação Preparatória e Assistencial. A programação conta com uma Feira de Ciências, uma Feira de Robótica, a Olimpíada de Matemática e uma Simulação de órgãos da Organização das Nações Unidas (ONU), abrangendo diversas áreas do conhecimento.

Além dos discentes, participam, também, do Desafio Global do Conhecimento militares e civis de diversas áreas, incluindo professores do Instituto Militar de Engenharia, da Universidade de São Paulo (USP) e da Universidade de Brasília (UnB), que atuam como indutores e orientadores.

Na parte de Simulação da ONU, são formados vários comitês das agências internacionais, dentre os quais o Conselho de Segurança, que discute a terrorismo internacional (no idioma inglês), e outro abordando a aplicação da Convenção Internacional sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência.

Os melhores trabalhos de Ciências e Robótica representarão o SCMB na Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (FEBRACE), na USP, em 2018. De igual modo, os alunos que se destacarem na Simulação da ONU serão selecionados para um evento internacional similar na Universidade de Harvard, nos Estados Unidos.

O DECEX busca, com o evento, fomentar a área educacional dos Colégios Militares, permitindo aos alunos um ambiente propício para o pensamento e discussão dos problemas contemporâneos do Brasil e do mundo, com a capacidade de opinar e, sobretudo, com a responsabilidade de serem os protagonistas nas decisões futuras.



Fonte:Agência Verde-Oliva

Crédito: Sgt Negreiro