Último Contingente Brasileiro é ativado no Haiti

${the_title} - ${company_name}

Publicado em: 06 jun 2017

Porto Príncipe (Haiti) – No dia 2 de junho, em solenidade realizada na Base General Bacellar, o 26º Contingente Brasileiro (26º CONTBRAS) foi ativado no Haiti. A solenidade marcou a transmissão do cargo de Comandante do Batalhão de Infantaria de Força de Paz (BRABAT 26) do Coronel Roberth Alexandre Eickhoff para o Coronel Alexandre Oliveira Cantanhede Lago; de Comandante do Grupamento Operativo de Fuzileiros Navais do Capitão de Mar e Guerra (FN) Stewart da Paixão Gomes para o Capitão de Mar e Guerra (FN) Alexandre José Doria; e de Comandante da Companhia de Engenharia de Força de Paz (BRAENGCOY) do Tenente-Coronel Alerrandro Leal Farias para o Tenente-Coronel Anderson Soares do Carmo.

As Unidades de Força de Paz brasileiras desdobradas nessa nação caribenha têm como missões contribuir para a manutenção de um ambiente seguro e estável no Haiti, apoiar o esforço internacional de ajuda humanitária e fortalecer as instituições nacionais do país. Adicionalmente, o 26º CONTBRAS, composto por 970 militares, realizará a desmobilização do material e da tropa brasileira até o dia 15 de outubro deste ano, conforme resolução da ONU.

Em 17 de março de 2017, uma reunião com a Sra Sandra Honoré tratou sobre o término da missão, cujo planejamento incluía uma diminuição escalonada do componente militar até a data prevista para o fim da atividade do Contingente Brasileiro.

A solenidade que ativou esse último CONTBRAS contou com a presença de autoridades civis e militares, com destaque para a Representante Especial do Secretário-Geral da Organização das Nações Unidas (ONU) e Chefe da Missão das Nações Unidas para a Estabilização no Haiti (MINUSTAH), Sandra Honoré; do Ministro de Estado das Relações Exteriores do Brasil, Senador Aloysio Nunes Ferreira; do Chefe de Operações Conjuntas do Ministério da Defesa, General de Exército César Augusto Nardi de Souza; do Comandante do Componente Militar da MINUSTAH, General de Divisão Ajax Porto Pinheiro; do Embaixador do Brasil no Haiti, Fernando de Mello Vidal; e de oficiais-generais do Ministério da Defesa, da Marinha do Brasil, do Exército Brasileiro e da Força Aérea Brasileira.

 

 

A Missão no Haiti

A MINUSTAH foi criada em 2004, por meio da resolução nº 1.542, do Conselho de Segurança da ONU. O Brasil, além de participar com o envio de tropas, ainda detém o Comando do Componente Militar da Missão e de elementos de seu Estado-Maior. Ao longo desses 13 anos, já foram enviados ao Haiti 26 contingentes brasileiros com tropa, que obtiveram, por seu desempenho, notável reconhecimento internacional quanto a operações de paz.

 

     

Fonte: BRABAT 26