Exército integra grupo de avaliação de especialistas em limpeza de áreas minadas na Colômbia

${the_title} - ${company_name}

Publicado em: 03 mar 2021
Crédito: GMI-CO

Tolemaida (Colômbia) – No período de 22 a 28 de fevereiro, militares do Exército Brasileiro que integram o Grupo de Monitores Interamericanos na Colômbia (GMI-CO) estiveram nas áreas de operações e centro de treinamento da organização civil Halo Trust para conduzir uma avaliação de novos desminadores e capacitá-los a operarem no país. A Halo Trust é uma organização sem fins lucrativos especializada na limpeza de áreas minadas ou com artefatos explosivos não detonados, que atua em países como Afeganistão, Camboja, Moçambique, Somália, Sri Lanka, Angola e está na Colômbia desde 2013.

Constituído por militares do Brasil e do México, o GMI é um órgão militar de apoio técnico ao Programa de Ação Integral Contra Minas Antipessoal da Organização dos Estados Americanos e atualmente é chefiado pelo Coronel de Engenharia Cleber Machado Arruda.

GMI
Ao longo dos últimos trinta anos, a Engenharia do Exército Brasileiro construiu uma tradição internacionalmente reconhecida na área de desminagem humanitária. Militares brasileiros estiveram presentes em Honduras, Nicarágua, Costa Rica e Guatemala (na Missão de Assistência à Remoção de Minas na América Central), Peru e Equador (na Missão de Assistência à Remoção de Minas na América do Sul), Angola, Moçambique, além da atual missão na Colômbia (GMI-CO). Nessas localidades, eles contribuíram com seu conhecimento especializado nos esforços de desminagem efetuados pelos governos locais, com as participações da Organização das Nações Unidas e da Organização dos Estados Americanos.

Por meio de sua atuação nestas operações de desminagem humanitária, o Brasil concretiza um dos preceitos constitucionais que regem sua política internacional: a solidariedade entre os povos.

O foco geográfico da cooperação brasileira nessa área é o continente Americano, coincidindo com a prioridade reconhecida pela política externa de fortalecimento das relações com a América Latina. Essa cooperação se insere, ainda, na ênfase conferida ao multilateralismo como meio para a solução dos problemas que afetam a comunidade internacional, pois sempre se efetua no marco de operações aprovadas por decisões coletivas, adotadas em organizações internacionais.

Neste contexto de diplomacia militar, militares de Engenharia do Exército Brasileiro integram o GMI desde sua criação, no âmbito da Junta Interamericana de Defesa (JID), em 2006. Este exemplo atual constitui uma importante ação multilateral na América Latina na superação de conflitos e seus efeitos. O Grupo vem demonstrando a importância de sua atuação em apoio aos esforços das autoridades colombianas na remoção de minas e, em consequência, na redução dos efeitos destes artefatos de guerra que vem penalizando a população do país há mais de cinco décadas

Fonte: GMI-CO