Tropa paraquedista embarca para o Fort Polk, nos Estados Unidos

${the_title} - ${company_name}

Publicado em: 05 jan 2021
Crédito: Sd Nóbrega

Rio de Janeiro (RJ) – No dia 3 de janeiro de 2021, foi realizada, no Campo de Parada do 26º Batalhão de Infantaria Pará-quedista, uma formatura para marcar a despedida e o embarque da Subunidade (SU) Culminating. Após dois anos de adestramento, a Companhia de Fuzileiros Paraquedistas dará continuidade ao exercício combinado em solo americano, no Centro de Prontidão e Treinamento Conjunto (JRTC – acrônimo em inglês), em Fort Polk, nos Estados Unidos da América, no período de 3 de janeiro a 22 de fevereiro de 2021. A ação é um intercâmbio entre os dois países e finaliza o Plano Conjunto de atividades realizadas ao longo de cinco anos.

A Força Tarefa (FT), aprestada para emprego em operações aeroterrestres, utiliza-se de equipamentos e armamentos individuais e coletivos de última geração: canhões sem recuo 84 mm; morteiros 60 e 81 mm; metralhadoras leves; equipamentos de visão noturna; miras laser; lunetas ópticas; GPS; meios de comunicação diversos e paraquedas MC-1. A FT nível subunidade é composta por 172 paraquedistas.

O Exercício Culminating terá a participação de uma subunidade paraquedista, enquadrada em um batalhão de uma brigada da 82ª Airborne Division do Exército dos EUA.

No Brasil, o exercício foi dividido em 5 fases. Na 1ª e 2ª, a SU, originada da Brigada de Infantaria Pára-quedista, participou do assalto aeroterrestre e cumpriu as missões de conquista e manutenção de cabeça de ponte aérea. Na 3ª e 4ª fases, foram praticadas a infiltração aeromóvel, a ocupação e a estabilização da área urbana de São José do Barreiro, interior de São Paulo. Na 5ª fase, realizou-se o Live Fire.

Estiveram presentes na formatura de embarque o Comandante da 1ª Divisão de Exército, General de Divisão Kleber Nunes de Vasconcellos; o Chefe do Preparo da Força Terrestre, General de Divisão Marcos de Sá Affonso da Costa; e o Chefe do Estado-Maior da Brigada de Infantaria Pára-quedista, Coronel Fabiano Lima de Carvalho. Devido à pandemia da COVID-19, todas as medidas sanitárias foram seguidas e cada militar da SU Culminating só pôde convidar até dois familiares para a despedida.

* Uma Companhia de Fuzileiros Paraquedistas é formada por três Pelotões de Fuzileiros, um Pelotão de Apoio e uma Seção de Comando.

Fonte: CML