Análise pós-ação finaliza as atividades do maior exercício do ano em ambiente operacional amazônico

${the_title} - ${company_name}

Publicado em: 28 set 2020

Manaus (AM) – No dia 24 de setembro, o Comandante do Teatro de Operações Norte, General de Exército Estevam Cals Theophilo Gaspar de Oliveira, encerrou a Operação Amazônia com uma análise pós-ação (APA), atividade crítica realizada com o objetivo de aprimorar a capacidade combativa do Comando Militar da Amazônia.

Após a concentração estratégica das tropas em Manaus, a Operação Amazônia ocorreu no período de 3 a 23 de setembro, com a participação de mais de 3.600 militares. A operação contou com tropas do Comando Militar da Amazônia (Amazonas, Rondônia, Roraima e Acre), do Comando Militar do Norte (Belém/PA), da 23ª Brigada de Infantaria de Selva (Marabá/PA), do Comando de Artilharia do Exército (Formosa/GO), do 18º Grupo de Artilharia de Campanha (Rondonópolis/MT), do Comando de Operações Especiais (Goiânia/GO) e da Brigada de Infantaria Pára-quedista (Rio de Janeiro/RJ).

Funções de combate como comando e controle, movimento e manobra, inteligência, fogos, logística e proteção foram empregadas na operação, contribuindo para a evolução da doutrina e para o adestramento das tropas envolvidas. A reversão das tropas prossegue até o dia 5 de outubro.

Fonte: CMA