Operação COVID-19 em aldeias indígenas do Mato Grosso do Sul

${the_title} - ${company_name}

Publicado em: 31 ago 2020
Crédito: Sd Queiroz, Sd Paulino e Sd Nazário

Aquidauana (MS) – No dia 30 de agosto, foi encerrada a Operação de Apoio de Saúde conduzida por equipes das Forças Armadas, em coordenação com a Secretaria Especial de Saúde Indígena (SESAI), que atuou de 25 a 30 de agosto em aldeias dos municípios de Miranda e Aquidauana no Mato Grosso do Sul.

A ação, sob coordenação do Comando Conjunto Oeste, realizou 6.123 atendimentos médicos para 2.815 pessoas, com vistas a diminuir os efeitos da pandemia da COVID-19 e realizar apoio geral de saúde.
 
A equipe foi composta por clínicos gerais, ginecologista obstetra, infectologista, além de enfermeiros e técnicos em enfermagem, perfazendo 23 profissionais de saúde, sendo oito do Exército, sete da Marinha do Brasil e oito da  Força Aérea Brasileira, foram quatorze médicos e nove enfermeiros e técnicos de enfermagem, recrutados em todo o Brasil pelo Ministério da Defesa.
 
O 9° Batalhão de Engenharia de Combate, por determinação do Comando Conjunto Oeste, coordenou a logística da operação.No decorrer da atividade os militares receberam várias homenagens, dentra elas, do menino Nicholas, da aldeia Moreira, que ofereceu desenhos de soldados para a equipe de saúde, demonstrando sua gratidão.
 
Na aldeia Cachoeirinha, os militares foram homenageados com o canto da Canção do Exército na língua terena.

Fonte: 9º BE Cmb