Comandante Militar do Nordeste destaca a atuação da Saúde em João Pessoa e acompanha a gestão das ações da Engenharia no Nordeste

${the_title} - ${company_name}

Publicado em: 20 jul 2020

João Pessoa (PB) – O General de Exército Marco Antônio Freire Gomes, Comandante Militar do Nordeste, visitou, no dia 16 de julho, a guarnição de João Pessoa. O objetivo foi verificar as atividades do Hospital de Guarnição de João Pessoa (HGuJP) e do Comando do 1º Grupamento de Engenharia (1º Gpt E).

No HGuJP, o General Freire Gomes foi recebido pela Tenente-Coronel Mônica da Silveira Nunes, Subdiretora da Unidade. Na oportunidade, dirigiu-se à tropa, fazendo questão de parabenizar todos os integrantes do hospital pelo empenho no enfrentamento da proliferação do novo coronavírus, com ênfase aos profissionais de saúde. Assim como os demais hospitais militares do Exército, o HGuJP teve que se adaptar para manter a qualidade na assistência à saúde da família militar, criando formas alternativas de atendimento e especializando sua equipe em novos procedimentos para a prevenção e tratamento da COVID-19.

Na sequência, o Comandante Militar do Nordeste fez uma visita de inspeção ao 1º Gpt E, atualmente sob o comando do General de Brigada Rogério Cetrim de Siqueira. Na parte da manhã, eles se reuniram para atualizar o General Freire Gomes sobre as ações de engenharia realizadas e em andamento, proporcionar um realinhamento de diretrizes para futuras missões, entre outros assuntos.

Na parte da tarde, o General Freire Gomes visitou uma obra do Exército na BR-230. Trata-se da conclusão de quatro viadutos, construção de pista central, marginais, retornos e passarelas, dentre outros serviços a serem executados em um segmento de 8 quilômetros na rodovia que liga João Pessoa ao município de Cabedelo (PB). O trabalho é coordenado pelo 1º Grupamento de Engenharia e executado pelo 1º Batalhão de Engenharia de Construção, situado em Caicó (RN), com o apoio dos demais batalhões de engenharia do Nordeste.

A obra, que conta com um efetivo aproximado de 100 militares, é financiada pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT). Foi iniciada em abril de 2020 e está prevista para ser concluída no prazo de dois anos. O grande benefício será adequar a capacidade de tráfego e de segurança em uma importante rodovia federal que corta a região metropolitana da capital paraibana.

Fonte: HGuJP