Veterano da FEB que lutou na 2ª Guerra Mundial completa 103 anos e ganha homenagem em Brasília (DF)

${the_title} - ${company_name}

Publicado em: 15 jul 2020

Brasília (DF) – No dia 13 de julho, o Coronel Nestor da Silva, veterano da Força Expedicionária Brasileira (FEB) que combateu durante a Segunda Guerra Mundial, completou 103 anos. Em virtude da COVID-19, não houve a festa de todos os anos com os familiares, os amigos e a família Verde-Oliva em Brasília. No entanto, ele não deixou de receber uma homenagem do Comando Militar do Planalto.

A banda de música do Batalhão da Guarda Presidencial foi até a residência do Coronel para fazer uma apresentação especial. Emocionado, o veterano da FEB cantou a Canção do Exército com os presentes. Protegido pela máscara, até desceu do prédio para celebrar com os militares.

Uma vida gloriosa

O Coronel Nestor tomou parte dos feitos memoráveis da FEB em terras italianas, como as Tomadas de Montese e de Monte Castelo, páginas gloriosas do nosso Exército durante o maior conflito armado da história da humanidade. Natural de Lagoa Santa (MG), ele foi praça voluntário no então 10º Regimento de Infantaria, em Belo Horizonte, no ano de 1938. Após a sua transferência para o 11º Batalhão de Infantaria, em São João del-Rei (MG), alcançou a graduação de 2º Sargento. No ano de 1944, embarcou para a Campanha na Itália, onde, com os valorosos pracinhas, fez a “cobra fumar” durante a Segunda Guerra Mundial.

Por seus serviços em campanha, foi promovido ao posto de 2º Tenente pelo próprio General Mascarenhas de Morais, Comandante da FEB. No retorno vitorioso ao Brasil, deu sequência à brilhante carreira, passando para a reserva remunerada no ano de 1972.

Fonte: CMP