Estágio de Adaptação à Vida na Selva instrui militares sobre técnicas de combate e sobrevivência na Amazônia

${the_title} - ${company_name}

Publicado em: 13 mar 2020

Marabá (PA) – Todos os anos, as organizações militares localizadas na Amazônia promovem o Estágio de Adaptação à Vida na Selva (EAVS). A atividade é destinada aos militares transferidos para as unidades e subunidades localizadas nesse ambiente operacional peculiar e destina-se a transmitir os conhecimentos básicos acerca das técnicas de combate e sobrevivência. Durante os estágios, são ministradas diversas instruções, tais como: armadilhas de caça e pesca e anti-pessoal, palhas e abrigos, montagem da rede de selva, obtenção de alimentos de origem vegetal e animal, obtenção de água e fogo, transposição de curso d’água, orientação noturna e diurna, tiro de caça, marcha através da selva e ofidismo, conhecimentos necessários para a atuação do militar na Região Amazônica, onde o Exército Brasileiro possui dois Comandos Militares de Área: o Comando Militar da Amazônia, sediado em Manaus (AM), e o Comando Militar do Norte, com sede em Belém (PA).

Na Amazônia Oriental, entre os dias 2 e 14 de março, 143 militares da guarnição de Marabá estão realizando o Estágio de (EAVS/20), na Base de Selva Cabo Rosa, sob a coordenação do 52º Batalhão de Infantaria de Selva, onde estão adquirindo conhecimentos específicos no tocante às operações terrestres e fluviais. Na fase final, os militares receberão as instruções de obtenção de alimentos de origem vegetal e animal, importantes conhecimentos que, somados ao que já aprenderam durante o estágio, proporcionarão condições de sobrevivência na selva.

Fonte: 23ª Bda Inf Sl