Missão conduzida pelo 4º Centro de Geoinformação mapeia unidades territoriais de interesse no Amapá

${the_title} - ${company_name}

Publicado em: 02 mar 2020

Macapá (AP) A Diretoria de Serviço Geográfico (DSG), por intermédio do 4° Centro de Geoinformação (4° CGEO), organização militar diretamente subordinada (OMDS), realizou a entrega formal de peças técnicas do Projeto de Georreferenciamento de Glebas e Lotes no Estado do Amapá (Projeto Amapá 3), em Macapá (AP), no período de 17 a 20 de fevereiro. Fruto de um convênio firmado no segundo semestre de 2018 entre o Serviço Geográfico do Exército e o governo do estado do Amapá, por intermédio de sua Secretaria de Planejamento (SEPLAN/AP) e do Instituto Amapá Terras, o aludido projeto tem como principal objetivo realizar o georreferenciamento de unidades territoriais de interesse do estado - glebas e lotes, com vistas à transferência de sua posse do governo federal para o estadual, à luz dos critérios impostos pelo Decreto n° 8.713/2016.

Durante o ano de 2019, foram realizadas diversas reuniões de coordenação e ajustes técnicos, que viabilizaram a execução da fase inicial do projeto, denominada Projeto Piloto, englobando atividades de campo e de gabinete. Essa fase inicial, que teve sua atuação principal voltada à demarcação de uma região de 83 quilômetros de perímetro de selva, no Projeto de Assentamento de Serra do Navio, e de uma área de 23 mil hectares na região de Água Fria, em Pedra Branca do Amapari, proporcionou a geração de 21 conjuntos de peças técnicas, compostos por plantas, memoriais descritivos, monografias de marcos e relatórios técnicos, que foram disponibilizados em meio físico e digital ao concedente e interveniente técnico do convênio.

A cerimônia de entrega, que ocorreu no dia 19 de fevereiro no Palácio do Setentrião, em Macapá, foi presidida pelo Governador do estado do Amapá, Waldez Góes, e contou com a presença de outras autoridades civis e militares, tais como o Vice-Governador do estado, Jaime Nunes, o Deputado Estadual pelo Amapá Jesus Pontes e o Comandante da 22ª Brigada de Infantaria de Selva, General de Brigada Adilson Giovani Quint, entre outras autoridades.

No evento, o Tenente-Coronel Osvaldo da Cruz Morett Netto, Chefe do 4° CGEO, realizou uma apresentação em que frisou os desafios impostos pelo ambiente operacional de selva para as atividades de topografia, a importância da interação entre as partes interessadas para a consecução dos objetivos propostos e o sucesso no encerramento do Projeto Piloto. As autoridades estaduais, por sua vez, e diante de representantes de diversos outros órgãos, como EMBRAPA, IBAMA, ICMBio e FUNAI, enalteceram a importância, a grande credibilidade e o alto valor dos trabalhos desenvolvidos e dos produtos gerados pelo Exército Brasileiro para o estado do Amapá.