Iluminação cênica valoriza arquitetura do Museu do Expedicionário, memória da saga dos combatentes da FEB

${the_title} - ${company_name}

Publicado em: 26 dez 2019
Crédito: Sgt Coutinho

Curitiba (PR) – Um novo sistema de refletores, com um jogo de luzes especiais, deixou ainda mais charmosa a estrutura arquitetônica do Museu do Expedicionário de Curitiba, datada de 1951. O espaço foi escolhido pelo programa da Prefeitura de Curitiba, que visa valorizar o patrimônio público e prédios históricos a partir da iluminação cênica. Uma cerimônia de inauguração foi realizada na noite de 18 de dezembro para celebrar o feito. Estiveram presentes  no evento o Prefeito de Curitiba, Rafael Greca; o Comandante da 5ª Região Militar, General de Brigada Aléssio Oliveira Silva; o Diretor do Museu, Coronel Said Zendim; e o Secretário Municipal de Obras Públicas, Mario Tookuni.

Além da edificação do museu, o projeto contemplou a Praça do Expedicionário e todos os elementos no seu entorno, que agora podem ser apreciados também à noite. No topo do prédio, a escultura representando a Patrulha da Força Expedicionária Brasileira (FEB) ganhou o merecido destaque. O jogo de luzes e sombras ressaltou os detalhes da obra. Da mesma forma, o blindado M3 Sturt, o caça P-47, o canhão Leichte Feldhaubitze 18 e o Torpedo MK 15 também foram beneficiados pela nova iluminação.

Até quem é de casa e entende do assunto se encantou com o charme que as luzes proporcionaram ao museu. “Esse novo projeto de iluminação resgata vários sentimentos e destaca a volumetria do edifício, que foi pensada pelo engenheiro Euro Brandão, assim como a magnífica escultura da patrulha, pensada pelo artista plástico Humberto Cozzo", declarou o arquiteto e urbanista, Francis de Almeida, voluntário no museu.

Projeto luminotécnico do Museu

Assim como a questão estética, o projeto luminotécnico do Museu e da Praça do Expedicionário prezou pelo uso de sistemas de iluminação mais eficientes, garantindo a economia e melhora na qualidade da iluminação. Um dos objetivos é que as pessoas possam ver o museu à distância, apreciando sua  beleza arquitetônica integrada ao espaço ao redor. “Com a iluminação, o prédio ganhou mais vida na parte da noite e torna-se uma referência para a cidade”, destacou o Coronel Said Zendim.

O Diretor do Departamento de Iluminação Pública, Tony Malheiros, explica que a iluminação não é apenas funcional. “Os monumentos de Curitiba também são atrativos turísticos. Quando fazemos a iluminação cênica, fomentamos o turismo na nossa cidade, a economia, e também embelezamos a cidade”, ressaltou Malheiros.

O Museu do Expedicionário está entre os roteiros turísticos de Curitiba e é um dos mais completos museus temáticos brasileiros sobre a Segunda Guerra Mundial. O espaço possui em seu acervo uma ampla quantidade de documentos, fotografias, mapas e ilustrações.

Fonte: 5ª RM


Crédito: Sgt Coutinho