DPHCEx e FUNCEB realizam em parceria com o IPHAN, o "II Seminário Internacional Fortificações Brasileiras"

${the_title} - ${company_name}

Publicado em: 04 dez 2019
Crédito: Sd Santos

Rio de Janeiro (RJ) – Em parceria com a Fundação Cultural Exército Brasileiro e a Diretoria do Patrimônio Histórico e Cultural do Exército, o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – IPHAN realiza, de 3 a 5 de dezembro de 2019, na Fortaleza de São João, o II Seminário Internacional Fortificações Brasileiras. Com o tema Patrimônio Mundial – Desafios para Gestão do Conjunto de Fortificações do Brasil, o evento reúne gestores dos 19 fortes e fortalezas de 10 estados que integram a candidatura brasileira a Patrimônio Mundial.

Estiveram presentes à abertura do Seminário o General de Divisão Carlos Alberto Mansur, Diretor do Patrimônio Histórico e Cultural do Exército, o General de Brigada André Luiz Ribeiro Campos Allão, Chefe do Centro de Capacitação Física do Exército, a Senhora Milagros Flores Román, Presidente do ICOFORT/ICOMOS - International Scientific Committee on Fortifications and Military Heritage, o Senhor Marcos Arbaitman, Presidente da FUNCEB, o Senhor Roberto Duailibi, Benemérito da FUNCEB e o Senhor Marcelo Brito, Diretor do Departamento de Cooperação e Fomento do IPHAN, além de autoridades civis e militares ligadas à área do Patrimônio Histórico brasileiro e internacinal.

Na ocasião, após apresentação da senhora Milagros Flores sobre a atuação do ICOFORT e perspectivas do Patrimônio Mundial sobre proteção, conservação e gestão de bens fortificados, aconteceu o lançamento do volume 4 da obra literária “Muralhas de Pedra, Canhões de Bronze, Homens de Ferro” do professor e historiador Adler Romero, apresentado pelo General de Brigada Juarez Genial, Diretor Executivo da FUNCEB. O livro conta a história das 1296 fortificações construídas no Brasil e das operações bélicas do país, enfatizando o papel dos homens que guarneceram as fortificações e também as estruturas e armamento dos fortes.

Seguem-se, ao longo dos três dias, palestras com a proposta de aprofundar o debate sobre a candidatura das fortificações, trazendo modelos de bens reconhecidos pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).

O seminário trata de diversos outros sistemas defensivos no mundo, como os fortes e fortalezas de Portugal, além de uma palestra sobre a cidade portuguesa de Elvas, cercada de muralhas seiscentistas. Os gestores poderão conhecer o plano de conservação da Fortificação de San Luís de Bocachica, em Cartagena, Colômbia, além dos casos de edificações militares que se consagraram como importantes pontos turísticos pelo Brasil, como o Forte das Cinco Pontas, onde fica o Museu da Cidade do Recife (PE), ou o Forte de Santo Antônio da Barra, com seu simbólico farol em Salvador (BA).

Fonte: DPHCEx


Crédito: Sd Santos