Desfile Cívico-Militar leva grande público às ruas de Francisco Beltrão (PR)

${the_title} - ${company_name}

Crédito: Cabo Liscoski

Francisco Beltrão (PR) – O 16º Esquadrão de Cavalaria Mecanizado (16º Esqd C Mec) participou do desfile de 7 de setembro, na Avenida Tenente Camargo, em Francisco Beltrão. Junto com a sociedade beltronense, o evento contou com mais de 100 entidades, e o desfile de mais de 3.000 participantes, para um público total de mais de 10.000 pessoas.

Após a revista da tropa, pelo Major Jaime Oliveira Da Silva Lima, Comandante do 16º Esqd C Mec, acompanhado do Prefeito Municipal, Cleber Fontana, do Comandante do 21º Batalhão de Polícia Militar, Major Edson Cechinel da Silva, e do comandante do 10º Grupamento de Bombeiros, Major Heitor Soster, o desfile teve início pontualmente as 9 horas.

No desfile a pé, o Esquadrão trouxe a Bandeira Nacional e sua guarda. Na sequência, o grupamento administrativo, formado por militares do Pelotão de Comando e Apoio e Base Administrativa. O 2º Pelotão desfilou armado e equipado para operações de Garantia da Lei e da Ordem. O 3º Pelotão mostrou a capacidade de pronto emprego com metralhadoras MAG, de calibre 7,62 mm, Fuzil 7,62mm, equipamentos de rádio, rapel, camuflagem e outros – especialmente preparados para realizar as missões de Cavalaria, que são reconhecimento, proteção e segurança. Em seguida, desfilou o grupamento de alunos do Projeto Forças no Esporte (PROFESP). Após o desfile a pé, veio o motorizado, com as viaturas operacionais – Viatura Tática Leve Marruá, Viaturas Blindadas de Reconhecimento (VBR) Cascavel, Viatura Cargo Marruá, caminhões Worker, caminhão Atego com cisterna, e ambulância operacional. O destaque ficou com as Viaturas Blindadas de Transporte de Pessoal – MSR “GUARANI”, que compõem a nova família de blindados sobre rodas do Exército Brasileiro, viatura 6x6 anfíbia, preparada para ser equipada com torre estabilizada não tripulada dotada de canhão 30 mm UT-30BR, com sistema de armas remoto, torre Remax ou Platt, equipadas com metralhadoras 7,62 mm ou .50, além de sistema de visão termal, podendo detectar alvos a uma grande distância, mesmo à noite.

Após o desfile do Esquadrão, desfilaram os ex-integrantes da arma de infantaria da 3ª/33ºBIMtz, que serviram antes do ano de 2000, os Órgãos  de Segurança Pública e as Entidades Beltronense, que trouxeram as escolas e entidades civis organizadas de Francisco Beltrão.

Fonte: 16º Esqd C Mec


Crédito: Cabo Liscoski