Comando de Aviação do Exército decola para o combate aos focos de incêndio na Amazônia

${the_title} - ${company_name}

Aeronaves Pantera e Jaguar prontas para decolar
Crédito: CAvEx

Taubaté (SP) – Duas aeronaves dos modelos Jaguar e Pantera do Comando de Aviação do Exército (CAvEx) decolaram na manhã de 29 de agosto para atuarem na Operação Verde Brasil, no apoio ao combate aos focos de incêndios na Amazônia.

As aeronaves foram preparadas durante a madrugada e os pilotos partiram hoje às 11:00 da manhã. Os dezesseis militares da Aviação devem atuar tanto no deslocamento de tropas, no reconhecimento de áreas atingidas, quanto no constante combate aos focos de incêndio.

Para apagar os focos, as aeronaves contam com acessórios "bambi-bucket" (cestas gigantes para captação e transporte de água que têm capacidade para transportar cerca de quinhentos litros de água). Em ação, o abastecimento dessas cestas pode ser feito em voo em algum lago, rio, mar ou qualquer outro reservatório de água próximo do local do incêndio.

Além dos dois helicópteros que partiram de Taubaté, outras quatro aeronaves do 4º Batalhão de Aviação do Exército de Manaus também decolaram ontem, às 07:00 da manhã, para trabalhar na mesma missão.

A Operação Verde Brasil cumpre a  determinação do Decreto Presidencial nº 9.985, de 23 de agosto de 2019, que autoriza  o emprego das Forças Armadas para a garantia da lei e da ordem e para ações subsidiárias, no período de 24 de agosto a 24 de setembro de 2019, nas áreas de fronteira, nas terras indígenas, nas unidades federais de conservação ambiental e em outras áreas dos Estados da Amazônia Legal que requererem.

O CAvEx conta atualmente com uma frota de 92 aeronaves dos modelos Jaguar, Cougar; Black Hawk; Pantera e Esquilo. Todas estão aptas e prontas para atuar na Operação Verde Brasil, assim como em qualquer outra missão designada.

Fonte: CAvEx


Aeronaves Pantera e Jaguar prontas para decolar

Crédito: CAvEx