Comando Conjunto Norte reúne Forças Armadas e órgãos federais e estaduais para a proteção da Amazônia

${the_title} - ${company_name}

Belém (PA) – No dia 28 de agosto, o Comando Conjunto Norte recebeu representantes do Governo do Estado para uma reunião de cúpula, quando ficou decidido que o Governo do Pará irá enviar as suas demandas ao Comando, que analisará a viabilidade de emprego da Força Terrestre.

Participaram da reunião o Comandantes do Comando Conjunto Norte, da Força Naval Componente, da Força Terrestre Componente e de Operações Aéreas; além do Secretário de Meio Ambiente e integrantes da Secretaria de Segurança Pública do Estado.

Já fruto das ações, ainda em 28 de agosto, uma força-tarefa composta pelas Forças Armadas, o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA), a Força Nacional de Segurança Pública e outros órgãos federal e estadual apreendeu maquinário e madeira extraídas ilegalmente na região de Assurini (PA).

A Operação Verde Brasil, do Ministério da Defesa, foi deflagrada após a publicação do Decreto Presidencial número 9.985, de 23 de agosto de 2019, que determina o emprego das Forças Armadas na garantia da lei e da ordem e para ações subsidiárias, com validade até o dia 24 de setembro de 2019.

De acordo com o documento, os militares das Forças Armadas podem ser empregados em ações preventivas e repressivas contra delitos ambientais e levantamento e combate a focos de incêndio que eventualmente ocorram em áreas de fronteira, em terras indígenas, em unidades federais de conservação ambiental e em outras áreas dos Estados da Amazônia Legal que requererem.

Fonte: CMN