O Pacto Ribbentrop-Molotov - 23 de agosto de 1939

${the_title} - ${company_name}

Há 80 anos, a Alemanha e a União Soviética assinavam em Moscou um pacto de não  agressão, no qual se comprometiam a não atacar uma à outra e a se manter neutras se uma delas fosse atacada por uma terceira potência. Além disso, o acordo continha cláusulas secretas, que incluíam a divisão dos países bálticos e os do Leste Europeu entre nazistas e comunistas. Esse foi o Pacto Germano-Soviético, ou Ribbentrop-Molotov, assim denominada em referência aos seus signatários, respectivamente, representantes dos ditadores Hitler e Stalin, e que foi determinante para a eclosão da Segunda Guerra Mundial. De fato, no mês seguinte, a Polônia seria invadida, sucessivamente, por alemães e soviéticos e a humanidade mergulharia no maior conflito bélico da História.

Esse pacto foi rompido mais tarde, quando da invasão alemã ao território soviético, na chamada Operação Barbarossa, mas seus efeitos funestos puderam ser sentidos pelos milhões de vítimas dos países invadidos por ambas as potências.

.: Versão em pdf para impressão

 

Fonte: Centro de Comunicação Social do Exército