Militares celebram 'Páscoa fora de época' em São Paulo

${the_title} - ${company_name}

Publicado em: 19 ago 2019
Crédito: Sd Igor Rocha

São Paulo (SP)  Os militares das Forças Armadas e os integrantes das Forças Auxiliares tiveram a oportunidade de expressar sua fé em eventos religiosos realizados na cidade de São Paulo entre os dias 2 e 15 de agosto. As celebrações reuniram membros da Marinha do Brasil, do Exército Brasileiro, da Força Aérea Brasileira, da Polícia Militar do Estado de São Paulo e da Guarda Civil Metropolitana.

Os católicos participaram de uma missa celebrada pelo Dom Fernando Guimarães, arcebispo militar do Brasil, na Catedral da Sé, no dia 2 de agosto, com a presença do Comandante Militar do Sudeste, General de Exército Marcos Antonio Amaro dos Santos; do Comandante da 2ª Divisão de Exército, General de Divisão André Luis Novaes Miranda; do Comandante da 2ª Região Militar, General de Divisão João Chalella Júnior; do Chefe do Estado-Maior do Comando Militar do Sudeste (CMSE), General de Brigada Ricardo Piai Carmona; além dos capelães militares Tenente-Coronel Reni e do Major João Batista.

Já os evangélicos ouviram a pregação do pastor Marcelo Coelho em um culto no Auditório Ruy Barbosa, na Universidade Presbiteriana Mackenzie, no dia 8 de agosto. O CMSE foi representado pelo Capitão Magno, capelão militar.

Os espíritas, por sua vez, fizeram suas preces no auditório do Comando-Geral de Apoio, no dia 15 de agosto.

Páscoa dos Militares

A tradição da Páscoa dos Militares surgiu com a volta dos expedicionários da Campanha da Itália. Foi celebrada, pela primeira vez, em 1945, no Rio de Janeiro, no retorno da Guerra, para aqueles que não tinham participado da Páscoa no tempo normal da Semana Santa. Constituiu o agradecimento a Deus pela missão cumprida e a prece pelos que ficaram em solo italiano.

A Páscoa Militar, desde então, é comemorada fora de época, com o consentimento da Igreja, e visa preservar a história do final da Segunda Guerra Mundial, quando a Força Expedicionária Brasileira (FEB) retornou ao Brasil.

Fonte: Comando Militar do Sudeste


Fonte:CMSE

Crédito: Sd Igor Rocha