Formatura marca o aniversário do Comando Militar do Leste e do Departamento de Educação e Cultura do Exército

${the_title} - ${company_name}

Publicado em: 25 jul 2019
Crédito: Sd R Menezes e Sd Nóbrega

Rio de Janeiro (RJ) – No dia 24 julho, foi realizada uma solenidade, no Palácio Duque de Caxias, em comemoração ao 82º aniversário de criação do Departamento de Educação e Cultura do Exército (DECEx) e ao 73º aniversário de criação do Comando Militar do Leste (CML). O Comandante do CML, General de Exército Júlio Cesar de Arruda e o Chefe interino do DECEx, General de Divisão Joarez Alves Pereira Junior, participaram da formatura acompanhados por demais oficiais-generais.

A cerimônia também foi prestigiada por antigos integrantes do Alto Comando do Exército, como o Ministro de Estado do Exército em 1999 e Comandante do Exército de 2000 a 2002, General de Exército (R/1) Gleuber Vieira; pelo Comandante do Exército no período de 2007 a 2015, General de Exército (R/1) Enzo Martins Peri; pelo Comandante Militar do Leste no período de 1999 a 2001, General de Exército Luiz Gonzaga Schroeder Lessa; pelo Comandante Militar do Leste no período de 2001 a 2003, General de Exército Luiz Seldon da Silva Muniz; e pelo vice-chefe do DECEx de 2008 a 2009, General de Exército Gilberto Arantes Barbosa.

Na ocasião, o Subchefe do Estado-Maior do CML, Coronel João Márcio Pavão Barroso, leu uma mensagem comemorativa em referência à data. Em seguida, o General Arruda fez o uso da palavra e destacou a importância do trabalho realizado pelo DECEx e pelo CML, ao longo dos anos, reafirmando os sentimentos de reconhecimento e de gratidão às Unidades Militares.

“O Comando Militar do Leste vive intensamente operações, principalmente de Garantia da Lei e da Ordem e de apoio aos grandes eventos. Temos que nos orgulhar muito disso. O nosso Sistema de Educação e Cultura, que é também um grande motivo de orgulho. É um ponto forte do Exército Brasileiro. É um Sistema vencedor. Só me resta reconhecer e agradecer, especialmente aos nossos antepassados”, ressaltou o general.

Ao término da formatura, houve o desfile da tropa formada por representações do CML, do DECEx, do Comando da 1ª Região Militar, da Diretoria de Educação Superior Militar, da Diretoria do Patrimônio Histórico e Cultural do Exército, da Diretoria de Educação Preparatória e Assistencial, da Diretoria de Educação Técnica Militar, do Arquivo Histórico do Exército, da Diretoria de Fabricação, do 2º Centro de Telemática de Área, da 1ª Inspetoria de Contabilidade e Finanças do Exército, do 5º Grupamento de Engenharia, da Comissão Regional de Obras da 1ª Região Militar, da Base de Administração e Apoio da 1ª Região Militar, da Companhia de Comando da 1ª Região Militar e da Companhia de Comando do CML

Histórico

O CML é oriundo da criação dos Comandos de Zonas Militares em 24 de julho de 1946, quando foi criada a Zona Militar do Leste (ZML), abrangendo o antigo Distrito Federal (Guanabara) e os Estados do Rio de Janeiro, Espírito Santo e Minas Gerais. A evolução da doutrina militar terrestre impôs a transformação do Comando da ZML em Comando do I Exército, em agosto de 1956 e, a partir de janeiro de 1986, com nova reestruturação da Força, no atual Comando Militar do Leste (CML).

Ao longo dos seus 73 anos, o CML vem participando de missões importantes como a Garantia da lei e da Ordem nos Complexos do Alemão, da Penha e da Maré, a Operação de Paz no Haiti de 2010 a 2017, a Jornada Mundial da Juventude, a Copa do Mundo de 2014, os Jogos Olímpicos e Paralímpicos 2016, a Intervenção Federal na Segurança Pública do Estado do Rio de Janeiro, entre outros.

O Departamento de Educação e Cultura do Exército é o Órgão de Direção Setorial que atua nos campos da doutrina e do aprimoramento de recursos humanos, objetivando adquirir e transmitir conhecimento, em todos os níveis, e incutir normas de procedimento calcadas nos valores militares do Exército. Assim, nesse Departamento, o passado, o presente e o futuro se fundem constantemente na incansável busca de um Exército moderno e adequado à importância do Brasil no contexto global.



Crédito: Sd R Menezes e Sd Nóbrega