Conheça o Centro de Instrução de Engenharia


Publicação: Qui, 05 jul 2018 15:22:00 -0300

Araguari (MG) – A Portaria do Comandante do Exército nº 108, de 1º de março de 2005, criou o Centro de Instrução de Engenharia de Construção, subordinado ao 2º Batalhão Ferroviário, destinado a capacitar integrantes das organizações militares de Engenharia, nas técnicas peculiares da atividade de construção.

Desde aquele ano, o Centro de Instrução de Engenharia de Construção vem capacitando, também, militares de nações amigas, da Marinha do Brasil e da Força Aérea Brasileira, alunos de estabelecimentos civis de ensino superior, bem como interessados de outros órgãos. Nesse período, foi responsável, também, pela preparação de contingentes de Engenharia para o cumprimento de missões de paz, particularmente no Haiti.

Com a implantação do Projeto Estruturante Novo Sistema de Engenharia, concebido pelo Estado-Maior do Exército em 2014 e fruto do simpósio realizado no âmbito do Sistema de Engenharia do Exército em 2015, foi elencada, entre outras, a necessidade de centralizar a capacitação e especialização de pessoal de todo o Exército, para as diversas atividades inerentes ao referido Sistema.

Para tanto, foi prevista, no Plano Estratégico do Exército 2016-2019, elaborado em 2015, a atividade de “estudar a viabilidade de implantação da Escola de Engenharia do Exército”. O resultado desse estudo, levado a efeito pelo Departamento de Educação e Cultura do Exército em 2016, apontou para a viabilidade de transformação do Centro de Instrução de Engenharia de Construção em Centro de Instrução de Engenharia, o que foi efetivado pela Portaria 307-EME, de 3 de agosto de 2017.

A importância do Centro de Instrução de Engenharia ficou patente diante das justificativas apresentadas pelo Estado-Maior do Exército na sua diretriz de transformação:

1) O projeto em pauta tem como fulcro reunir todos os cursos e estágios de engenharia em um mesmo Centro, de modo a racionalizar o número de instrutores e monitores, bem como de meios auxiliares de instrução.

2) A transformação para Centro de Instrução de Engenharia propiciará uma maior sinergia e racionalização no preparo de profissionais, otimizando a formação de especialistas para o Exército.

3) Necessidade de complementação da capacitação profissional dos militares de Engenharia, de outras Armas, de outras Forças, nacionais e estrangeiras, abrangendo oficiais e praças no desempenho de atividades de engenharia de combate e de construção, meio ambiente e patrimônio.

4) Aperfeiçoar e complementar o atual sistema de capacitação de pessoal, baseado na racionalização de estruturas operacionais e organizacionais, por intermédio da centralização dos meios em um único estabelecimento de ensino.

5) Ampliar e aprofundar o ensino da gestão do patrimônio imobiliário e do meio ambiente nos Sistemas de Educação e Cultura e de Engenharia do Exército.

6) Ampliar a capacidade de preparo de força de paz e expedicionária nas atividades de construção de instalações provisórias, geração de energia e proteção de aquartelamentos.

7) Permitir o intercâmbio de instrução militar com as nações amigas.

8) Implementar o ensino à distância na busca de uma maior sinergia e racionalização no preparo de profissionais, otimizando a formação de especialistas para o Exército.

9) Aperfeiçoar o controle ambiental nas atividades militares.

A transformação do Centro de Instrução de Engenharia está alinhada com o Plano Estratégico do Exército 2016-2019 (3ª Edição): Objetivo Estratégico do Exército Nº 12 – Implantar um novo e efetivo Sistema de Educação e Cultura; Estratégia – Educação do militar profissional da Era do Conhecimento e Ação Estratégica – Conduzir a formação/capacitação do profissional militar para proporcionar o desenvolvimento das competências necessárias.

O Gerente do Projeto é o Diretor de Obras de Cooperação e a Autoridade Patrocinadora é o Chefe do Departamento de Engenharia e Construção.

O Centro de Instrução de Engenharia continuará ocupando instalações do 2º Batalhão Ferroviário, vinculado à Diretoria de Educação Técnica Militar para efeito de orientação técnico-pedagógica e mantendo o canal técnico com o Departamento de Engenharia e Construção.

No contexto da transformação, foram transferidos da Escola de Instrução Especializada para o Centro de Instrução de Engenharia os cargos e encargos do Curso de Suprimento de Água e dos Estágios de Desminagem.

Atualmente, são realizados no Centro de Instrução de Engenharia os seguintes cursos e estágios:

Curso/Estágio

Nome

Oficiais

Subtenentes/Sargentos

Engenharia

Qualquer Arma

Engenharia

Qualquer Arma

CURSO

Especialização em Equipamento de Engenharia

X

 

X

 

Suprimento de Água

 

 

X

 

ESTÁGIO

Gerenciamento de Atividade de Construção

X (1)

 

 

 

Técnico de Atividade de Construção

 

 

X (2)

 

Gerenciamento de Obras

(3)

 

 

 

Gerenciamento de Frota

 

X

 

X

Operador de Máquinas de Construção

 

 

X

 

Ensaios Tecnológicos

 

 

X

 

Técnico em Edificações

 

 

X

 

Usinagem e Pavimentação Asfáltica

 

 

X

 

Capacitação Técnica em Infraestrutura Ferroviária

X

 

X

 

Topografia Operacional

 

 

(4)

 

Meio Ambiente

 

X

 

X

Avaliadores de Imóvel da União

 

X

 

X (5)

Patrimônio Imobiliário

 

X

 

 

Perfuração de Poços

 

 

X

 

Desminagem

X

 

X

 

Manutenção de Equipamento de Mergulho

X (6)

 

X (6)

 

Combate a Incêndio

 

X

 

X

Manutenção de Geradores

 

 

 

X

Operação e Manutenção de Motores de Popa

 

 

 

X

  1. Também para Cadetes do 4º Ano do Curso de Engenharia da Academia Militar das Agulhas Negras.
  2. Também para Alunos do Curso de Engenharia da Escola de Sargentos das Armas.
  3. Para Capitães Aperfeiçoados e Chefes de Seção Técnica dos Batalhões de Engenharia de Construção.
  4. Para Sargentos Topógrafos.
  5. Para Sargentos graduados em Engenharia Civil e Ambiental.
  6. Possuidores de Curso de Mergulho homologado.

O Centro de Instrução de Engenharia atende, ainda, a diversos pedidos de cooperação de instrução para os estabelecimentos de ensino do Exército (Escola de Comando e Estado-Maior do Exército, Escola de Aperfeiçoamento de Oficiais, Academia Militar das Agulhas Negras, Escola de Sargentos das Armas, Escola de Sargentos de Logística, Centro de Instrução de Operações Especiais, Centro de Instrução de Artilharia de Mísseis e Foguetes e Núcleos de Preparação de Oficiais da Reserva).

A organização do Centro de Instrução de Engenharia para cumprir suas missões é a seguinte: Diretor de Ensino; Instrutor Chefe; Seção de Planejamento e Operações; Seção de Ensino, com Subseções de Ensino A, B e C; Seção de Ensino à Distância; Seção de Comando e Pelotão Auxiliar.

Para o Curso de Equipamento de Engenharia, o Curso de Suprimento de Água, o Estágio Técnico de Atividades de Construção, o Estágio de Gerenciamento de Atividades de Construção, o Estágio de Meio Ambiente, o Estágio de Desminagem e o Estágio de Manutenção e Operação de Motor de Popa, o órgão gestor é o Departamento de Educação e Cultura do Exército, por intermédio da Diretoria de Educação Técnica Militar.

Para os demais, o órgão gestor é o Departamento de Engenharia e Construção, por intermédio das Diretorias de Obras de Cooperação, de Obras Militares, de Patrimônio Imobiliário e Meio Ambiente, e de Material de Engenharia.

A visão de futuro do Centro de Instrução de Engenharia é tornar-se um centro de excelência, no contexto das Forças Armadas, integrado por profissionais experientes e dedicados à capacitação e especialização de pessoal para as atividades relacionadas ao Sistema de Engenharia do Exército, no âmbito da Força Terrestre, colaborando com o processo de transformação do Exército, no campo da educação e cultura, como também com a racionalização dos meios, mantendo como foco a ampliação da capacidade operacional da Engenharia.

Reconhecido nacional e internacionalmente, o Centro de Instrução de Engenharia é hoje, graças ao comprometimento e dedicação de todos os que fizeram e os que fazem parte da sua história, uma referência na capacitação de recursos humanos, que atuam nas mais diversas situações de emprego da Força Terrestre, nos mais longínquos rincões de nosso País.

 

 


Fonte:CI Eng