Reunião define desdobramentos da Operação Leão do Norte em Recife

 

Recife (PE) – No dia 12 de dezembro, o Ministro da Defesa, Raul Jungmann, participou de uma reunião no Centro Integrado de Comando e Controle Regional (CICCR), momento em que foram abordados assuntos relativos à atual situação e os futuros desdobramentos da Operação Leão do Norte.

 

 

Estiveram presentes as seguintes autoridades: Comandante Militar do Nordeste, General de Exército Artur Costa Moura; Comandante da 7ª Região Militar, General de Divisão José Luiz Jaborandy Rodrigues; Comandante da Força-Tarefa Guararapes, General de Brigada Francisco Humberto Montenegro Junior; Secretário de Defesa Social, Ângelo Fernandes Gioia; Superintendente da Polícia Federal em Pernambuco, Marcello Diniz Cordeiro; Comandante da Polícia Militar de Pernambuco, Coronel PM Carlos Alberto D’Albuquerque; Comandante do Corpo de Bombeiros Militar de Pernambuco, Coronel BM Manoel Francisco de Oliveira Cunha Filho; Chefe da Polícia Civil de Pernambuco, Delegado Antônio Barros; Chefe da Casa Militar, Coronel Eduardo José Pereira da Silva.

 

Operação Leão do Norte

Com um efetivo aproximado de 3.500 militares, a Força-Tarefa Guararapes, composta por militares da Marinha, Exército e Força Aérea, atua na região metropolitana do Recife, na Garantia da Lei e da Ordem (GLO), realizando operações tipo polícia, como patrulhamento ostensivo, revista de pessoal e veículos, e prisões em flagrante delito.

 

A Operação, intitulada Leão do Norte, iniciou-se no dia 9 de dezembro e tem por objetivo preservar a ordem pública e a incolumidade das pessoas e do patrimônio, com caráter preventivo e repressivo. Essa capacidade de pronta resposta é uma peculiaridade do Soldado brasileiro, graças à sua disponibilidade permanente e à dedicação exclusiva ao serviço da Pátria.

 

O emprego conjunto das Forças Armadas foi autorizado pelo Presidente da República, Michel Temer, pelo Decreto n.º 8928, de 9 de dezembro, após solicitação do Governador de Pernambuco, Paulo Henrique Saraiva Câmara. O amparo do emprego das tropas está previsto no artigo 142 da Constituição Federal de 1988; na Lei Complementar 97, de 9 de junho de 1999, que dispõe sobre as normas gerais para a organização, o preparo e o emprego das Forças Armadas; e na Lei Complementar 117, de 2 de setembro de 2004, que estabelece atribuições subsidiárias.

 

Durante o desenvolvimento da Operação Leão do Norte, o Comandante da Força-Tarefa Guararapes, General Montenegro, possui o controle operacional dos órgãos de segurança pública, permitindo coordenar e atribuir missões a esses órgãos. Um centro de coordenação de operações foi ativado, a fim de facilitar a sincronização das ações entre os envolvidos.

Fonte:CMNE
Publicado:$pubDate