Grandes Comandos atuam no combate ao aedes aegypti

 

Em 2 de dezembro, dia nacional de combate ao mosquito aedes aegypti,  transmissor da dengue, chikungunya e zika, organizações militares em todo o País foram mobilizadas, mais uma vez, para apoiar a atividade. Realizaram-se mutirões em quartéis, campos de instrução, áreas de lazer, clubes e áreas residenciais militares. Além disso, foram promovidos eventos educativos, palestras, distribuição de material informativo, como panfletos e cartazes, tudo visando à conscientização da sociedade. Acompanhe o que aconteceu pelo Brasil:

 

 

Comando Militar do Oeste (CMO)

Campo Grande (MS) – No dia 2 de dezembro, o Ministro de Estado Chefe do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República, General de Exército Sérgio Westphalen Etchegoyen, visitou a capital do Mato Grosso do Sul, onde participou da ação nacional de combate ao aedes aegypti. Estiveram na Sala de Coordenação e Controle, que atua no monitoramento do combate ao mosquito, autoridades do município e o Chefe do Centro de Operações do CMO, General de Brigada Eduardo Paiva Maurmann.

 

A ação faz parte do Dia Nacional de Combate ao mosquito, que acontece em todo o Brasil, com atividades integradas e simultâneas, desenvolvidas em articulação com prefeituras, governos estaduais e população.

 

5ª Divisão de Exército (5ª DE)

Curitiba (PR) – No contexto da Campanha Nacional de Combate ao mosquito aedes aegypti, a 5ª DE recebeu o Ministro de Estado da Saúde, Senhor Ricardo Barros, e o Comandante da Artilharia Divisionária/5 (AD/5), General de Brigada Aléssio Oliveira da Silva, que acompanharam as atividades desenvolvidas pelos militares.

 

Artilharia Divisionária da 5ª Divisão de Exército (AD/5)

Curitiba (PR) – O Ministro da Saúde, Senhor Ricardo Barros, reconheceu o papel das Forças Armadas no esforço nacional de combate ao mosquito, durante os eventos de 2 de dezembro, que marcaram a jornada nacional de conscientização. O Ministro visitou o Colégio Nossa Senhora de Fátima, onde militares do Exército faziam palestra aos alunos, alertando sobre as formas de evitar a proliferação do mosquito, e dirigiu-se aos estudantes e professores, pedindo a participação de todos nesse desafio.

 

As tropas de Curitiba, majoritariamente da 5ª Divisão de Exército (5ª DE) e da 5ª Região Militar (5ª RM), empregaram cerca de 2.000 militares em atividades de eliminação de focos em áreas militares e circunvizinhas, e em palestras para 22 escolas e mais de 5.000 alunos.


Desde fevereiro, a 5ª DE, contando com a coordenação da Artilharia Divisionária (AD/5), vem participando de uma grande campanha na região, especialmente em Paranaguá, onde diversas jornadas com centenas de militares foram realizadas, a fim de combater o mosquito, que chegou a causar 28 mortes no período.


Leia mais em: http://g1.globo.com/pr/parana/noticia/2016/12/ministro-da-saude-participa-de-acao-contra-o-aedes-aegypti-em-curitiba.html

 

4ª Região Militar (4ª RM)

Belo Horizonte (BH) – Integrantes da 4ª RM entraram em ação para colaborar com o esforço nacional no Estado de Minas Gerais. Na capital mineira, o evento contou com a participação do Ministro do Desenvolvimento Social e Agrário em Exercício, Alberto Beltrame; do Comandante da 4ª RM, General de Divisão Walmir Almada Schneider Filho, e de outras autoridades, que visitaram algumas casas, alertando os moradores sobre a importância de frear o avanço da proliferação do mosquito causador de diversas doenças.

 

10ª Região Militar (10ª RM)

Fortaleza (CE) – A Região realizou uma formatura no 23º Batalhão de Caçadores para oficializar a participação no evento. No mesmo dia, 2 de dezembro, foram ministradas palestras de conscientização na rede escolar, por militares devidamente capacitados, com prioridade para as unidades escolares localizadas em áreas com incidência do mosquito. Essas atividades continuarão pelos próximos meses.

 

No mesmo período, a 10ª RM vai intensificar as ações de eliminação dos focos e possíveis criadouros do mosquito, com a realização de operações de limpeza nas suas áreas de responsabilidade, bem como nas áreas jurisdicionais e de instrução, vilas residenciais, clubes recreativos, estabelecimentos de ensino, museus e outros órgãos sob a administração militar.

 

A iniciativa, do Governo Federal, é conduzida pelo Ministério da Saúde, com a participação de vários ministérios e de outras instituições, como o Exército. Tem o objetivo de marcar a reativação da campanha de combate ao mosquito, por conta da aproximação do início do período de chuvas em grande parte do Brasil.

 

1º Grupamento de Engenharia

João Pessoa (PB) – Marcando o início das ações, em 2 de dezembro, aconteceu uma solenidade militar na sede do Grupamento, que contou com a presença de autoridades civis e militares.


Nesse dia, foram desenvolvidas ações de limpeza e conscientização do público interno, promovidas por militares capacitados pela Secretaria de Saúde, para que os integrantes do Grupamento sejam instrumentos de divulgação das informações entre familiares e amigos, mostrando a gravidade do problema. Além disso, houve o trabalho de extermínio de focos e criadouros do mosquito nas instalações do quartel e das vilas militares.


Grupamento de Unidades Escola / 9ª Brigada de Infantaria Motorizada

Rio de Janeiro (RJ) – A Brigada participou da campanha, sob a coordenação da 1ª Divisão de Exército (1ª DE), conduzindo inspeções nas áreas de responsabilidade das organizações militares diretamente subordinadas (OMDS): residências, quarteis e campos de instrução. Outro ponto foram as ações educativas de conscientização em escolas no entorno das dependências da Brigada e OMDS.

 

As atividades, iniciadas em 2 de dezembro, permanecerão nas OMDS da Brigada, tendo em vista a iminente ameaça de retorno da proliferação do mosquito. 

Fonte:Organizações Militares citadas
Publicado:$pubDate