Exército Brasileiro inaugura Sistema de Simulação de Apoio de Fogo na AMAN

 

Resende (RJ) – O Comandante do Exército Brasileiro, General de Exército Eduardo Dias da Costa Villas Bôas, esteve na Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN), no dia 19 de fevereiro, para a inauguração do Sistema de Simulação de Apoio de Fogo (SIMAF). Também esteve presente à cerimônia o Sr Luiz Furnell Abaunz, presidente da Tecnobit, empresa de origem espanhola responsável pelo desenvolvimento do sistema.

 

 

Baseado no Simulador de Artilharia (SIMACA) utilizado pelo Exército de Terra da Espanha na Academia de Artilharia de Segovia, o SIMAF está destinado ao treinamento conjunto ou modular de todos os subsistemas da Artilharia de Campanha do Exército Brasileiro – meteorologia, topografia, observação, busca de alvos, logística, comunicações, direção e coordenação de tiro e linha de fogo – em uma tríplice vertente: ensino, adestramento e doutrina. As demais armas que compõem o apoio de fogo também podem ser plenamente atendidas pelo SIMAF.


O sistema facilita o treinamento em condições que imitam o combate em diversas áreas, como a preparação e a análise de missões, o reconhecimento do terreno, o levantamento de alvos, a preparação e a execução das ordens de tiro, além da observação e de correções do desencadeamento de fogo.


Utilizando a simulação como um complemento de instrução para a realização do tiro real de artilharia, o SIMAF também possibilitará a economia no emprego dos recursos humanos, materiais e financeiros, uma vez que trará uma significativa redução do consumo de munição e combustível para os deslocamentos até as posições de tiro, no desgaste dos materiais de emprego militar e dos riscos à segurança. Contribuirá, ainda, para a preservação do meio ambiente junto às áreas destinadas à execução dos tiros reais, em virtude da redução do número de granadas lançadas.


Na AMAN, o simulador foi instalado em um complexo construído para esse fim, com auditório, sala de reunião, posto do instrutor, central de tiro, centro de coordenação de apoio de fogo, três postos de observação (com cenários inspirados em regiões de caatinga, terreno convencional e urbano) e linha de fogo (com oito obuseiros), dentre outros espaços.


Além do Sistema inaugurado na AMAN, outro centro de simulação foi construído em Santa Maria, no Rio Grande do Sul. O projeto surgiu a partir da Diretriz para Implantação do Sistema de Simulação para o Ensino (SIMENS), do Departamento de Educação e Cultura do Exército (DECEx). O contrato, firmado com a Tecnobit em 2010, permitiu a realização de um dos projetos de simulação mais abrangentes do mercado de defesa e pioneiro na América Latina.

 

Fotos: AMAN

Fonte:AMAN
Publicado:$pubDate