Um belo exemplo – Sr. Dudevant dos Santos Teixeira

Florianópolis – O Sr. Dudevant dos Santos Teixeira nasceu em Tubarão (SC), em 13 de maio de 1945. Filho de João Praxedes Teixeira e Castorina dos Santos Teixeira, cursou o primário, hoje fundamental, no Colégio Henrique Fontes, e o primeiro ginasial no Colégio Dehon, hoje Universidade do Sul de Santa Catarina, UNISUL, onde teve que abandonar os estudos, pois necessitava ajudar a família, comandando um bar de propriedade da mesma.

Aos 18 anos de idade, após fazer um curso por correspondência, dirigiu-se a Florianópolis para prestar exames de admissão para a escola de Sargentos das Armas, no 14º Batalhão de Caçadores, hoje 63º Batalhão de Infantaria. Não obtendo êxito nos exames, saiu a procura de emprego, pois não pretendia retornar a Tubarão com o peso da derrota. Conseguiu trabalho na função de auxiliar de escritório na firma, Pavimentadora Mantiqueira S.A, encarregada da construção do trecho da BR-101 entre Florianópolis e Tijucas.

Após um ano de atividades, foi convidado para chefiar o escritório de compras na cidade de Curitiba, onde se matriculou no exame de madureza, hoje ensino médio. Nesse período, a firma em que trabalhava, por ter concluído o trecho rodoviário sob sua responsabilidade, fechou o escritório de Curitiba. Como ainda não havia prestado os exames referentes ao curso que estava fazendo, conseguiu emprego de motorista de ônibus urbano na Companhia de Transportes Urbano da cidade de Curitiba.

Após concluir o curso com êxito, retornou a Florianópolis e matriculou-se no Instituto Estadual de Educação de Santa Catarina para fazer os três anos do curso científico.

Concluído o científico, prestou vestibular para Engenharia na Universidade Federal de Santa Catarina, logrando êxito e ingressando na Universidade no ano de 1968.

Como nesse período, estava sendo implantado o curso de Engenharia, os professores eram todos de outros Estados. As aulas eram ministradas nos períodos matutinos e vespertinos e as provas no período noturno, para aproveitamento da vinda dos professores.

Para poder concluir o curso, conseguiu uma representação de vendas de esquadrias metálica, única atividade compatível com a carga horária do curso, vindo a diplomar-se em 1972.

Em 1978, fundou a Bloco Engenharia Ltda, com sede em São José, posteriormente, transferida para o Bairro Ponte do Imaruim em Palhoça (SC).

Em 7 de março de 2008, na Fortaleza do Mar do Sul, fundou o Pelotão Cívico do 14º BC, com a finalidade de manter viva a chama do 14º Batalhão de Caçadores, preservando a memória de seus usos e costumes, em especial a moto mecanização militar brasileira.

O Pelotão Cívico do 14º BC já foi visitado pelas mais importantes autoridades civis e militares do País. Além de manter um extraordinário acervo sobre a II Grande Guerra, o “Sargento Dudevant” é responsável por parte importante da história da motomecanização, que preserva com carinho. As viaturas que recupera, com a ajuda de apenas um amigo, faz inveja a expertises desta área. Como se não bastasse, às terças e às quintas-feiras, o Sargento Dudevant recebe escolares, divulgando as atividades do Exército Brasileiro e promovendo a cidadania e o patriotismo.

Para que esta história de vida se completasse, faltava a realização do sonho interrompido: ser Sargento do Exército. No dia 22 de agosto de 2012, em cerimônia militar, o Sr. Dudevant recebeu do Comando da Escola de Sargentos das Armas, diploma com o título de “Sargento Honorário da EsSA”. O Gen Brasil, Comandante da 14ª Brigada de Infantaria, na mesma oportunidade, ofereceu ao “Sargento Dudevant” um pin de ouro com a divisa de 3° Sargento, materializando o antigo sonho de um civil com alma militar.

Por tudo isso, e pela parceria que se transformou em amizade perene, o Sr. Dudevant dos Santos Teixeira é um belo exemplo.

Fonte:$outrafonte.getData()
Publicado:$pubDate