Dúvidas mais Frequentes

1. Como as mulheres ingressam no Exército Brasileiro?

R - A mulher pode ingressar voluntariamente no Exército como militar de carreira ou temporário. Consulte os links relacionados.

2. Sou do sexo feminino e gostaria de me alistar no Serviço Militar Obrigatório?

R - As mulheres estão isentas do Serviço Militar Obrigatório, na forma prevista pela Constituição. Todavia, é permitida a prestação do Serviço Militar pelas mulheres que forem voluntárias, segundo critérios de conveniência e oportunidade de cada Força Armada.

3. Que funções as mulheres podem desempenhar quando ingressam no Exército Brasileiro?

R - Na atualidade, as mulheres ocupam diversos cargos em Organizações Militares de todo o País e no exterior. A maioria encontra-se nos Quartéis-Generais, Organizações Militares de Saúde, Estabelecimentos de Ensino e órgãos de assessoria do Exército.

Elas desempenham cargos nas mesmas condições dos Oficiais do sexo masculino e concorrem às promoções em condições de igualdade. Todas recebem a mesma instrução militar básica ministrada aos homens.

Recentemente, a Presidenta Dilma Rousseff sancionou uma lei para que sejam abertas vagas às mulheres em todas as carreiras militares, dentro das Armas, Quadros e Serviços. Assim sendo, dentro de um prazo de cerca de cinco anos, as seleções do Exército Brasileiro para a EsPCEx (Escola Preparatória de Cadetes do Exército) e para a Escola de Sargentos das Armas (EsSA) abrirão vagas para ambos os sexos.

4. Quais as patentes que as mulheres tem no Exército?

R - Atualmente, as mulheres, no Exército, já alcançaram o oficialato superior, no posto de tenente-coronel. No entanto, a grande maioria continua ocupando, como praça, a graduação de sargento e, como oficial, os postos de tenente, capitão e major.

5. As mulheres podem participar de Missões de Paz como a do Haiti?

R - Sim. A participação é de caráter voluntário e condicionada a um critério de seleção referente à especialidade da militar e à necessidade da missão.