United Nations Mission in Sudão (UNMIS) - Missão das Nações Unidas no Sudão

Oficiais brasileiros que atuaram como observadores militares da Missão das Nações Unidas para a Paz no Sudão (UNMIS) contribuíram para a implementação do processo de paz naquele país.
O Sudão – país que possuía o maior território na África – enfrentou mais de vinte anos de guerra civil. O conflito que devastou a Nação deixou mais de dois milhões de mortos e cerca de quatro milhões de refugiados num cenário de estagnação sócio-econômica.

Parte do contingente brasileiro, que contou com a presença de militares do Exército, da Forca Aérea e de policiais militares do Distrito Federal e do Rio de Janeiro, foi desdobrada na porção norte do País. Nessa região predominam o clima desértico, a cultura árabe e a religião islâmica. A outra parte está atuando na porção centro-sul, que apresenta ambiente operacional, cultura e religião completamente diferentes. O povo sudanês manifesta grande admiração pelo trabalho desenvolvido pelos brasileiros. Esse aspecto facilitou o relacionamento com as autoridades e com os líderes das localidades mais distantes.

Após a assinatura do Acordo de Paz, está previsto um período de transição com a instalação de um governo interino que contará com a participação de representantes das maiores facções políticas locais. Esse período terá a duração de seis anos e meio, ao fim do qual será realizado plebiscito para deliberar sobre a manutenção da unidade nacional ou a divisão territorial em duas nações distintas.