Operação Itapeva

 

São Paulo (SP) – No período de 30 de outubro a 6 de novembro, a 2ª Divisão de Exército realizou o Exercício Agulhas Negras, dessa vez denominada Operação Itapeva. Foram empregados aproximadamente 4.200 militares, realizando os seguintes tipos de operações militares: travessia de curso d'água, infiltração aeromóvel, assalto aeromóvel, assalto aeroterrestre, suprimento aeromóvel e aeroterrestre, marcha para o combate, ataque a uma posição sumariamente organizada, junção, substituição e exfiltração. O Exercício aconteceu na Região do Vale do Paraíba.

 

O Exercício Agulhas Negras recebeu a visita de 04 oficiais superiores do Exército dos Estados Unidos. Os norte-americanos conheceram as instalações do 6° Batalhão de Infantaria Leve e os Postos de Comando das Brigadas que participaram da operação. Eles acompanharam, também, ações de travessia de curso d’água, infiltração aeromóvel, assalto aeromóvel, assalto aeroterrestre, suprimento aeromóvel e aeroterrestre e marcha para o combate.

Durante os dias do Exercício Agulhas Negras – Operação Itapeva, coordenado pela 2ª Divisão de Exército “Divisão Presidente Costa e Silva”, entre 30 de outubro e 6 de novembro, foram realizadas Ações Cívico-Sociais no distrito Caçapava Velha, pertencente ao município de Caçapava. Foram realizadas consultas médicas e odontológicas, distribuição de folhetos informativos e exposição de materiais.