Avisos

25.000 militares do Exército apoiam o 2º turno das eleições 2018

No dia 28 de outubro de 2018, o Exército Brasileiro, seguindo o previsto na legislação e a fim de contribuir para a garantia do segundo turno do pleito eleitoral 2018, desencadeia a “Operação Eleições 2018 – 2º turno”, em quase todo o território nacional, com missões de Garantia da Votação e da Apuração (GVA).

 

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) solicitou o emprego das Forças Armadas, autorizado pelo Presidente da República, com a finalidade de prestar apoio logístico e de realizar atividades de GVA nas localidades em que foram solicitadas. Estas atividades são semelhantes às de Garantia da Lei e da Ordem (GLO), porém, utilizadas especificamente para manter a normalidade da segurança pública nos locais de votação e de apuração durante o processo eleitoral.

 

Tropas de seis dos oito Comandos Militares de Área estarão envolvidas na operação: na área do Comando Militar da Amazônia (CMA), a garantia do pleito eleitoral acontecerá em 18 municípios do Estado do Acre, 32 do Amazonas e 1 (um) de Roraima; o Comando Militar do Norte (CMN) atuará nos Estados do Maranhão, Pará, Amapá e Tocantins, em um total de 108 municípios; o Comando Militar do Nordeste (CMNE) garantirá o pleito eleitoral nos Estados do Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte e Bahia, totalizando 152 municípios; o Comando Militar do Leste atuará no Estado do Rio de Janeiro, em um total de 25 localidades, otimizando os meios que já estão sendo empregados nas ações de apoio ao Plano Nacional de Segurança Pública em operações de GLO, que tiveram início em meados de 2017; o Comando Militar do Oeste (CMO), na Região Centro-Oeste do país, nos Estados do Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, empregará meios militares em 23 municípios; e o Comando Militar do Planalto (CMP), na região central, empregará efetivos  que garantirão o pleito eleitoral no Estado do Tocantins, nas 15 cidades autorizadas pelo TSE.

 

As ações do Exército Brasileiro, com a participação de aproximadamente 25.000 militares, contribuirão, novamente, para garantir que a liberdade de escolha dos cidadãos brasileiros e a democracia do País sejam preservadas com segurança, respeito e imparcialidade.

 

Fonte: Agência Verde-Oliva/CCOMSEx